quinta-feira, 8 de outubro de 2020

O que estou lendo: Amazing Spider Man #1 (2018- )

 People, o Homem Aranha sempre foi o meu herói solo favorito.

O que sempre gostei nas aventuras do aracnídeo foi o enfoque nas desventuras do Peter Parker, suas inseguranças e sua inacreditável (e com a qual eu sempre me identifiquei muito) falta de sorte!

Tenho lido as revistas do Aranha desde 1994, e posso afirmar, de forma até certo ponto presunçosa, que conheço de forma bem satisfatória toda cronologia do herói, desde os tempos adolescentes do Peter Parker no High School até os dias de hoje, após ele se tornar um ex empresário bilionário.

A atual Amazing Spider Man começou a resgatar as principais características do herói. Não é a toa que o primeiro arco de histórias dessa revista se chama "Back to Basics".




Vamos lá então analisar a edição numero 1


Data: Julho de 2018

Artistas:

Roteiro: Nick Spencer

Desenho: Ryan Ottley

Arte Final: Cliff Rathburn

Cores: Laura Martin

Letrista: Vc's Joe Caramagna


Resumo (COM SPOILERS): Mais uma vez, a vida de Peter começa a desmoronar. Após deixar de lado a falida Parker Industries, que havia fundado quando Otto Octavius estava no controle de sua mente (Homem Aranha Superior periodo), Peter conseguiu uma boa vaga no Clarim Diário. Apesar de ainda separados, Mary Jane é sua amiga e confidente.

Peter mora em um pequeno local, dividindo a casa e as despesas com outras pessoas, entre elas o vilão Bumerang, que não sabe que Peter é o Aranha. Peter aceitou o vilão pois quer investigar qual os plano do mesmo, e sua ligação com outras figuras importantes do submundo da cidade.

O Rei do Crime é o atual prefeito da cidade (sabe-se lá como), e está rodando um plano para desmoralizar o Aranha.

Ao mesmo tempo, ali perto, uma invasão de insetos alienígenas está sendo combatida pelos Vingadores, que não conseguem achar um meio de vencer este desafio.

E para piorar, Peter é demitido quando um de seus trabalhos acadêmicos é publicamente revelado como sendo plágio de Otto Octavius...



O que eu achei?


Foi uma primeira edição maravilhosa. O objetivo dessa serie era resgatar o clima das história clássicas do herói, sem no entanto desconsiderar as toneladas de eventos que aconteceram nos últimos anos. E isso foi feito de forma primorosa.

A história alterna bem entre as partes do herói e as partes do Peter. A construção dos dilemas do Peter - a perda do emprego, a frustração da Tia May, o sentimento de culpa do Pete em relação a Mary Jane - é tratada de forma muito tocante e até mesmo emocionante.

É uma aventura completa, com começo, meio e fim. E no final, além da presença de um dos vilões mais clássicos do aracnídeo, vemos uma possível reconciliação de Peter com a Mary Jane!

E não, ele não está usando o uniforme preto como essa foto sugere!


ARTE

O traço de Ryan Ottley é simples e sem muitos detalhes. Ainda que eu realmente não tenha curtido muito a forma como ele desenha rostos, o cara tem uma facilidade muito grande para fazer desenhos dinâmicos. Todas as cenas de ação são muito interessantes. A colorização é incrível, claramente inspirada nas histórias clássicas do passado, dando um ar totalmente nostálgico.

A arte final é bem discreta, e não compromete, cumprindo muito bem seu papel.


Nota: 9,5/10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fanzine TOSCO - Acervo

 People, nesse post vou manter links para quem quiser baixar em PDF as edições do Fanzine TOSCO, meu fanzine 100% artesanal e manuscrito que...